Notícias PMDF

Cavalaria da PM capixaba perde cavalos infectados


Infecção preocupa criadores de cavalos no Norte do ES.

Infecção conhecida como mormo atingiu cavalos da polícia no início do mês. Veterinária explica riscos da doença.

 

Seis cavalos da Polícia Militar foram sacrificados no Espírito Santo, após serem infectados por mormo. A doença, que já havia sido erradicada no estado, voltou a atingir os animais no último mês de abril. Cerca de 350 cavalos estão com suspeita da doença e passaram por exames, que terão os resultados divulgados na próxima semana, segundo informou a polícia. Com os animais da PM em quarentena, a polícia montada passou a utilizar carros durante o patrulhamento.Produtores rurais e trabalhadores do campo no Norte do Espírito Santo estão preocupados com uma doença que passou a atingir cavalos pelo estado. É o mormo, infecção que causou o sacrifício de seis animais da cavalaria da Polícia Militar no início deste mês de maio. Em Linhares e em toda região Norte nenhum caso ainda foi registrado, mas o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) orienta que a instituição seja avisada em caso de infecção. Segundo a veterinária Silvânia Garburo, do Idaf, a doença é contagiosa, pode ser transmitida para o homem e não tem cura.

“É uma doença bacteriana que acomete prioritariamente os cavalos, mas também pode atingir outros animais domésticos, que têm contato com secreções. Não tem cura, e é preocupante e precisamos ter cuidado para não passar para os seres humanos. No início aparece um corrimento nasal, pode aparecer nódulos e evoluir para problemas respiratórios”, disse.

De acordo com o Idaf, o Espírito Santo era o único estado da região Sudeste que ainda não havia tido registros da doença neste ano. A doença não tem tratamento, e, por isso, os animais acabam sendo sacrificados. Com o possível surto, os criadores estão preocupados. Por isso, o Idaf mudou as regras para o trânsito de cavalos.

“Todo animal para ser movimentado agora precisa ter o exame negativo de mormo e um atestado de um médico mostrando que ele não tem os sintomas clínicos de mormo”, explicou a veterinária Silvânia Garburo.

Animais de 16 estados do Brasil já foram infectados pela doença. No Espírito Santo, oito propriedades estão interditadas em Cariacica, Serra, Vila Velha e Fundão, na Grande Vitória e Cachoeiro de Itapemirim, no Sul capixaba. Os cavalos da Polícia Militar estão isolados, em quarentena. Enquanto não é divulgado o resultado dos exames, nenhum equino pode entrar ou sair das fazendas apontadas pela polícia.

Quem tiver suspeitas de animais que estão infectados pela doença podem enviar um e-mail para o Idaf através do endereço ddsia@idaf.es.gov.br.

Cavalos do ES são infectados por mormo (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

Policiais fazendo a higiene dos cavalos

RPMON PMES

Policiais do RPMON da PMES

 

Fonte: G1 / PMES

Print Friendly