Polícia

MULTIDÃO PRESTA HOMENAGEM AO POLICIAL QUE MORREU NOS JOGOS MUNDIAIS DE BOMBEIROS E POLICIAIS NOS EUA


Corpo do atleta deixou a Polícia Civil, onde foi velado, e seguiu para o Campo da Esperança (DF) em uma viatura dos Bombeiros, seguida de carros, motos e bicicletas. No cemitério, houve salva de palmas e tiros de festim para homenagear Dentinho

O caixão com o corpo do atleta e agente da Polícia Civil  Carlos Eugênio Reino da Silva, o Dentinho, deixou a sede da corporação, no final da Asa Sul, às 15 horas, e foi levado em um caminhão dos Bombeiros para o Cemitério Campo da Esperança. Parentes, colegas de farda, atletas e muitos amigos acompanharam o cortejo, que foi seguido por dezenas de automóveis, motocicletas e bicicletas. Viaturas da Delegacia de Operações Especiais (DOE) e do Detran e batedores da Polícia Militar fizeram a escolta.

No cemitério, o caixão foi recebido por uma multidão de pessoas, que bateram palmas e foram saudadas com tiros de festim e uma chuva de pétalas de flores, jogadas do helicóptero da corporação, que acompanhou o cortejo. De acordo com a Polícia Militar do DF, cerca de mil pessoas assistiram ao enterro. Foi o desfecho de um dia inteiro dedicado à homenagear o agente da Polícia Civil, morto em consequência de um grave acidente sofrido quando disputava a prova de ciclismo de estrada dos Jogos Mundial de Policiais e Bombeiros, na Virgínia (Estados Unidos).

O corpo de Carlos Eugênio chegou no começo da manhã no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, e, depois dos trâmites burocráticos, foi velado na sede da Polícia Civil. Centenas de amigos, colegas de corporação e atletas participaram das homenagens. A equipe do Fato Online acompanhou tudo, com fotos, vídeos, entrevistas e informações exclusivas.

Policial ciclista morre eua 5

Ciclistas e triatletas participaram, de bicicleta, do cortejo

 

 

 

 

Policial ciclista morre eua 6

Uma chuva de pétalas de rosas foi lançada do helicóptero da Polícia Civil

 

 

Rollemberg presta homenagem


O governador Rodrigo Rollemberg chegou há pouco ao Departamento de Polícia Especializada, onde é velado o corpo do atleta Carlos Eugênio, morto em acidente nos Estados Unidos na semana passada. Muito querido, Dentinho reuniu centenas de amigos e colegas, que já se mobilizam para acompanhar de bicicleta o comboio que levará o caixão ao cemitério.

 

Governador (esq, de camisa azul) presta homenagem ao atleta Dentinho

Governador (esq, de camisa azul) presta homenagem ao atleta Dentinho

 

Último encontro

A policial civil e triatleta Rose Rochael esteva com Carlos Eugênio na véspera da prova de ciclismo de estrada que vitimou o atleta brasiliense. Os dois iriam participar da competição de triatlo, dois dias depois, modalidade em que tinham mais chances de conquistar medalhas no Mundial de Policiais e Bombeiros, disputado na Virginia (EUA). Ela falou sobre esse último encontro com o colega de corporação e treinamentos, nos Estados Unidos.

Recepção de herói


O corpo do agente Carlos Eugênio chegou à sede do Departamento da Polícia Civil, onde a família dele e amigos aguardavam desde cedo. Ciclistas e policiais civis formaram um grande corredor para receber o caixão, coberto com a Bandeira Nacional, que foi carregado para o auditório sob muitos aplausos. O corpo será velado no local até às 15h. No momento, o acesso ao auditório está restrito à família do agente e a alguns amigos mais próximos.O enterro está marcado para as 17h, no Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul.

Policial ciclista morre eua 7

Corpo de Dentinho chega à sede da Polícia Civil para ser velado

Caixão é levado para o auditório da Polícia Civil

Caixão é levado para o auditório da Polícia Civil

Corpo de Dentinho é escoltado por carros da Polícia Civil e um helicóptero

Corpo de Dentinho é escoltado por carros da Polícia Civil e um helicóptero

O caixão com o corpo do atleta Dentinho seguiu no caminhão do Corpo de Bombeiros em cortejo até a sede do Departamento da Polícia Civil, próxima ao Parque da Cidade. Coberto com a bandeira do Brasil, o corpo foi escoltado por carros da Polícia Civil e batedores da Polícia Militar e do Detran.

Caixão segue envolto na bandeira do Brasil

Caixão segue envolto na bandeira do Brasil

Enquanto isso, amigos, colegas e familiares aguardavam a chegada do corpo na sede da Polícia Civil do DF.

 

Polícia Civil está de luto nesta quinta-feira

Polícia Civil está de luto nesta quinta-feira

Desembarque


O corpo do agente da Polícia Civil Carlos Eugênio Reino da Silva, o Dentinho, chegou ao Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek às 6h50 desta quinta-feira (9). Após o desembaraço no terminal aeroportuário, o caixão foi escoltado por agentes da corporação em carros e motos no trajeto até uma funerária onde o corpo será preparado para o enterro.

Dentinho morreu, no dia 2, ao se envolver em um grave acidente, com mais quatro ciclistas, na corrida de ciclismo de estrada dos Jogos Mundiais de Policiais e Bombeiros, disputada no Prince William Fores Park, em Fairfax, Virgínia (EUA). Atletas que participaram dos jogos e policiais da Virgínia prestaram homenagens ao brasileiro morto.

O corpo dele será velado no auditório do edifício-sede da Polícia Civil, ao lado do Parque da Cidade, até as 15h. A família terá um momento reservado, entre 11h e 13h. Nesse período, somente parentes e amigos próximos terão acesso ao local. Ciclistas e triatletas (esporte que Dentinho também praticava) promoveram uma grande mobilização pelas redes sociais para homenagear o colega. Muitos irão de bicicleta ao velório.

O último cortejo, do qual os ciclistas participarão, sairá da sede da PC até o Cemitério Campo da Esperança, onde o corpo de Dentinho será enterrado, às 17h.

 

Fonte: Fato Online

Print Friendly