Notícias PMDF

POLICIAL MILITAR QUE SALVOU PESSOAS DE INCÊNDIO DEVERÁ PROMOVIDO POR ATO DE BRAVURA


GDF recomenda promoção de policial militar que salvou 20 pessoas de incêndio

Caso ocorreu na última quarta-feira (10). PM fazia ronda em Samambaia quando percebeu chamas na parte superior de prédio. Militar ganhará patente de terceiro-sargento por ato de bravura.

Na última quarta-feira (10), o policial militar Heitor Theodoro da Silva salvou 20 pessoas em um incêndio que tomou conta de um prédio residencial, na quadra 316 de Samambaia, no Distrito Federal. Por causa do ato heróico do PM, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) determinou a abertura de um procedimento para promovê-lo a terceiro-sargento.

O chefe do Executivo reconheceu, neste sábado (13), que a promoção é uma forma do governo e da sociedade reconhecerem o trabalho do praça. O major Michello Bueno, do Centro de Comunicação Social da PMDF, informou que uma comissão de oficiais avaliará a ação praticada pelo cabo e, dentro de cerca de um mês, o processo deve ser concluído.

Na instituição há seis anos, Theodoro disse estar surpreso com a repercussão do caso. “Não me considero herói, porque heróis usam capa e voam, nós usamos farda. Esse reconhecimento do governador só motiva a mim e aos meus colegas a continuarmos dedicados com o bem dos moradores dessa cidade”, afirmou o PM.

Resgate

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ainda que o incêndio tenha sido contido em poucos minutos, se o policial não tivesse agido, possivelmente “as pessoas teriam inalado maior quantidade de fumaça e sofreriam consequências mais graves”. Após o resgate, os bombeiros apontaram que ninguém ficou gravemente ferido.

No vídeo divulgado pela PM, Theodoro arrombou o portão de ferro da entrada do prédio e começou a avisar os moradores do que estava acontecendo. O militar contou que muitos estavam dormindo e não perceberam a fumaça.

Um dos casos que chamou a atenção do policial foi o resgate feito no último apartamento, quando conseguiu tirar uma mãe e uma criança de 3 anos do prédio. Segundo ele, as duas estavam “atordoadas” com a fumaça e não conseguiam abrir o cadeado para deixar a casa. Theodoro conseguiu ajudá-las e carregou a menina para fora do prédio.

Ao final do resgate, ele disse que a criança ficou emocionada e não queria soltá-lo, afirmando que um dia seria também policial.

Policial Herói

Fonte: G1

Print Friendly